Exposição sobre a imigração francesa

Para todos os alunos:
 

Memorial do Imigrante recebe exposição sobre imigração francesa

No ano da França no Brasil, o museu Cité nationale de l'histoire de l'immigration (Paris) e o Memorial do Imigrante retratam a imigração francesa por meio da arte contemporânea e interatividade

O museu francês, Cité nationale de l'histoire de l'immigration (CNHI), especializado em imigração, em parceria com o Memorial do Imigrante, instituição ligada à Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, apresenta aos brasileiros, no dia 26/09, às 11h00, parte de sua exposição permanente "Repères", que no Brasil recebe o nome de: "A Imigração na França: Pontos de Referência". A abertura da mostra contará com as participações da diretora do CNHI, Patricia Sitruk, e do curador e diretor de Programação Artística e Cultural do CNHI, Pierre David.

A exposição promove por meio de diversos documentos e obras de arte contemporânea um novo olhar sobre a história da imigração na França e a contribuição dos imigrantes no desenvolvimento econômico, na evolução social e na vida cultural do país. De acordo com a Diretora Executiva do Memorial do Imigrante, Ana Maria da Costa Leitão Vieira, o evento irá mostrar como o museu francês trabalha a questão da diversidade."O dois séculos de imigração fizeram da França um território de encontros e culturas diversificadas. Mostrar o papel do imigrante e suas conquistas por meio da arte contemporânea é algo inovador", acrescentou ela.

No Brasil, a mostra ganhará novos formatos, cores, atividades interativas e será montada em duas salas do Memorial. Uma das salas será voltada ao trabalho institucional do museu e ao processo migratório na França, com a apresentação de documentos, cartografias, totens e painéis. Já o outro espaço contará com 14 obras de arte contemporâneas compostas por fotografias, ilustrações, cartazes e vídeos, distribuídas em oito seqüências com os títulos: Emigrar, Diante do Estado, Terra que acolhe, França hostil, Aqui e Lá, Locais de vida, No trabalho, Enraizamento e Diversidade. Cada um dos capítulos corresponde a uma obra particularmente emblemática que convida o visitante a interpretar o movimento imigratório e ao mesmo tempo vivenciar a experiência estética. Elas abordam temáticas de liberdade, novas raízes, assuntos políticos, históricos, culturais e os dramas vivenciados pelos imigrantes. Durante todo o percurso os visitantes seguirão setas que farão analogias às rotas migratórias na França.

A exposição contará ainda com um espaço multimídia e apresentação do filme interativo sobre a História da imigração na França. Em 40 minutos, o documentário narra os dois séculos de imigração e relata as sucessivas ondas de chegadas de imigrantes e refugiados, a elaboração de políticas públicas, as reações da opinião pública em relação à xenofobia e solidariedade, o trabalho, as profissões, os modos de vida e as questões culturais dos imigrantes.

Sobre a instituição Cité nationale de l'histoire de l'immigration

A instituição foi fundada em outubro de 2007 com a proposta de transmitir os conhecimentos do passado sem excluir as novas problemáticas. Ao associar história coletiva, percursos de vida individuais e interpretações artísticas, as exposições do Museu Nacional favorecem a repercussão de pontos de vista múltiplos e contribuem para mudar o olhar sobre a imigração na França.

Sobre o Memorial do Imigrante

O Memorial do Imigrante, membro fundador da Rede Internacional de Museus de Migração da UNESCO e IOM (International Organization for Migration) é responsável pela preservação, estudo e divulgação de importante acervo histórico referente à imigração no Estado de São Paulo nos últimos 120 anos.
O Memorial está sediado no local em que a história por ele preservada também ali foi construída: a Hospedaria de Imigrantes. Localizada entre os tradicionais bairros do Brás e Mooca em um complexo de prédios que eram destinados a abrigar os recém–chegados de diversos países nos seus primeiros dias em São Paulo.

Exposição: "A imigração na França: Pontos de Referências"

De 26/09 a 08/11
Local: Memorial do Imigrante
Rua Visconde de Parnaíba, 1.316, Mooca, perto do Metrô Bresser.
Tel.: (11) 2692.1866
Ingressos: R$ 4,00 e ½ entrada para estudantes (entrada gratuita no último sábado do mês)
Aberto: De terça a domingo (inclusive aos feriados).
Horário: 10h às 17h

 
Fonte: Memorial do imigrante

Comentários

Postagens mais visitadas