USP - Telepsicodrama é recurso didático para professor

O telepsicodrama, gravação em DVD de uma dramatização espontânea orientada por um psicodramatista, é ferramenta didática para professores em diferentes áreas de ensino. O método foi aprimorado e testado por componentes do grupo de pesquisa Pedagogia da Comunicação e de Formação de Professores da Área de Ciências Humanas, liderado pela professora Heloísa Dupas Penteado, da Faculdade de Educação (FE) da USP.
Telepsicodrama: ferramenta didática em diferentes áreas de ensino

O telepsicodrama, provém do psicodrama, método criado na década de 1940, nos Estados Unidos, pelo médico e pesquisador austríaco Jacob Levy Moreno e fundamenta-se em três campos do conhecimento: sociologia, psicologia e dramaturgia. Diferentemente de uma encenação teatral comum, na qual existe um roteiro a ser respeitado, o método psicodramático tem como essência a espontaneidade humana. Um grupo de pessoas dramatiza acerca de determinado assunto, sempre de maneira espontânea, com o acompanhamento de um psicodramatista, que exerce a função de orientar e incitar perguntas e reflexões. “O diretor psicodramático apenas orienta, mas é o ator quem cria seu próprio papel”, ressalta Heloísa.

A gravação do telepsicodrama, permite levar a outros grupos os benefícios decorrentes do psicodrama gravado. O DVD torna-se então uma ferramenta didática, pois pode ser utilizado em aulas, apresentações e debates, de acordo com o uso desejado pelo professor. “Ele pode constituir-se em um recurso didático para cursos de diferentes níveis de ensino, possibilitando desdobramentos do tema abordado, indo além dele, a partir da exploração da experiência dos alunos”, esclarece a professora.

Em um psicodrama, a platéia pode interagir no final da dramatização, por meio da exposição de seus sentimentos (emoções) e pensamentos (intelecção) em relação ao tema e por meio de troca grupal de reflexões e de experiências. Porém, esse diálogo fica restrito a quem estava presente no momento da execução psicodramática. No caso do telepsicodrama, o DVD pode ser levado a quem não assistiu ao vivo a dramatização. Assim, um público maior será alcançado e também poderá explorar o assunto abordado.

Leia mais em:
http://www.usp.br/agen/?p=31558

Fonte: Agência USP de notícias

Comentários

Postagens mais visitadas